Hygienic-sanitary quality of fresh Minas cheese: a review

Rafaella Brasil Bastos, Otávio Augusto Martins, Fernanda Raghiante

Resumo


: Fresh Minas cheese is na originally Brazilian product widely consumed by the population, which manufacture is, generally, of small scale and with little technology. The hygienic-sanitary condition of production is the first step in the manufacture of a product that guarantees food safety for consumers. Based on this, the need for information about food safety during processing was the premise for the present study, which aimed to conduct a survey on the hygienic-sanitary quality of fresh Minas cheese and if these products pose a risk to the consumer. This review was based on articles available in the SciELO database, CAPES journals, PubMed and MEDLINE and other publications of journals in databases in the area of ​​Food Science and Technology and the respective legislation in force. Publications on microbiological quality of fresh Minas cheeses published between the years 2016 to 2020 were selected and in order to guide the research, the following terms were consulted: fresh Minas cheese, microbiological quality, public health, food safety, food pathogens and good manufacturing practices. With this study it was possible to identify that in all articles the evaluated parameters are in disagreement with the quality standards proposed by the current legislation, indicating that producers are not aware or are unaware of good manufacturing practices. Based on the results, it is suggested that producers of fresh Minas cheese adopt effective measures of good manufacturing practices in order to guarantee the safety of the product and the preservation of consumers' health.

 


 


Palavras-chave


Dairy products, pathogens, quality control, public health.

Referências


ABREU, D.D.C.; MOÉSIA, R.R. Análise microbiológica do leite bovino não industrializado comercializado na cidade de Cajazeiras, Paraíba. Revista Verde, v. 12, n. 3, p. 629-633, 2017.

AMARAL, J W.; SOUZA, S.M.O.; RIBEIRO, J.L.; POGGIANI, S.S.C.; FERREIRA, M.A. Avaliação da qualidade de queijos de produção informal. Segurança Alimentar e Nutricional, v. 27, p. 1-6, 2020.

BRASIL/MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Portaria n° 146 de 07 de março de 1996. Aprova os Regulamentos Técnicos de Identidade e Qualidade dos Produtos Lácteos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, em 07 mar. 1996.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução no. 12, de 2 de janeiro de 2001. Dispõe sobre o Regulamento Técnico sobre Padrões Microbiológicos para Alimentos, revogando a Portaria SVS/MS no. 451, de 19 de setembro de 1997. Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, 10 de janeiro de 2001.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução no. 331, de 2 de janeiro de 2001. Dispõe sobre sobre os padrões microbiológicos de alimentos e sua aplicação. Diário Oficial da União, Edição 249, Seção 1, Página 96. Brasília, DF, 26 de dezembro de 2019a.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Instrução Normativa nº 60 de 23 de dezembro de 2019. Estabelece as listas de padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União, Edição 249, Seção 1, Página 133. Brasília, DF, 26 de dezembro de 2019b.

CASTRO, R.D.; OLIVEIRA, L.G.; SANT’ANNA, F.M.; LUIZ, L.M.P.; SANDES, S. H.C.; SILVA, C.I.F.; SILVA, A.M.; NUNES, A.C.; PENNA, F.A.M.; SOUZA, M.R. Lactic acid microbiota identification in water, raw milk, endogenous starter culture, and fresh Minas artisanal cheese from the Campo das Vertentes region of Brazil during the dry and rainy seasons. Journal of Dairy Science, v. 99, n. 8, p. 6086–6096, 2016.

DIAS, B.F.; FERREIRA, S.M.; CARVALHO, V.S.; SOARES, D.S.B. Qualidade microbiológica e físico-química de queijo Minas frescal artesanal e industrial. Revista de Agricultura Neotropical, Cassilândia-MS, v. 3, n. 3, p. 57-64, jul./set., 2016.

FEITOSA, S.B.; BORGES, M.P.; PAULA, P.A.; BARBOSA, M.S.; BRAGA, C.A. B.; CARNEIRO, L.C. Caracterização microbiológica do queijo Minas frescal comercializado em feiras livres. Saúde & Ciência em Ação - Revista Acadêmica do Instituto de Ciências da Saúde. v. 3, n. 1, p. 1-14, 2016.

FERNANDES, R.V.B.; BOTREL, D.A.; ROCHA, V.V.; SOUZA, V.R.; CAMPOS, F. M.; MENDES, F.Q. Avaliação físico-química, microbiológica e microscópica do queijo artesanal comercializado em Rio Paranaíba-MG. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, [S.l.], v. 66, n. 382, p. 21-26, dez. 2013.

FRAGA, H.S.; CARVALHO, L.D.; VEIGA, W.A.; SOUZA, V.R.S. Análise do perfil microbiológico e sensorial de queijo tipo Minas frescal comercializado na cidade de Itaperuna, RJ. Revista Interdisciplinar do Pensamento Científico. v. 5, n. 5, p. 552-564, 2019.

GARCIA, J.K.S.; PRATES, R.P.; FARIAS, P.K.S.; GONÇALVES, S.F.; SOUZA, C. N. Qualidade microbiológica de queijos frescos artesanais comercializados na região do norte de Minas Gerais. Caderno de Ciências Agrárias., v. 8, n. 2, p. 58-65, 2016.

LIMA, A.A.; CARDOSO, A.J.V.S. Qualidade microbiológica de queijo Minas frescal, artesanal, comercializados em feiras livres do Distrito Federal. Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 9, p. 13673-13688, 2019.

MENEZES, M.F.C.; SIMEONI, C.P.; ETCHEPARE, M.A.; HUERTA, K.; BORTOLUZZI, D.P.; MENEZES, C.P. Microbiota e Conservação do leite. REGET, v. 18, Ed. especial, p. 76-89, 2014.

MOTTA, B.C.; FARIAS, L.M. Determinação da qualidade físico-química e microbiológica do queijo Minas frescal artesanal comercializado em uma cidade da Zona da Mata Mineira. Saúde Dinâmica – Revista Científica Eletrônica. n. 1, p. 44-65, 2020.

OLIVEIRA, L.G. Caracterização microbiológica e físico-química durante a maturação em diferentes épocas do ano de queijo Minas artesanal de produtores cadastrados da mesorregião de Campo das Vertentes – MG. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) – Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 111p., 2014.

OLIVEIRA, A.M.; KURIHARA, R.Y.; SILVA, F.F.; SILVA, F.G.; JÚNIOR, J.C.R.; BELOTI, V. Condições higienicossanitárias da produção de queijos tipo muçarela e Minas frescal comercializados no norte do Paraná. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, v.72, n. 1, p. 40-47, 2017.

PINTO, N.D.; MENEGUELLI, M.; BERNDT, F.M.; SANTOS, D.F.; MUNIZ, I.M. Qualidade microbiológica de queijo Minas frescal. Research, Society and Development, v. 9, n. 6, p. 1-6, 2020.

QUEIROZ, M.M.; ROSSI, B.F.; CASTILHO, I.G.; RALL, V.L.M. Hygienic-sanitary quality of Minas fresh cheese sold in the city of Botucatu, São Paulo. Arquivos do Instituto Biológico, v. 84, p. 1-6, 2017.

REGINATO, A.M.; VALIATTI, T.B.; SOBRAL, F.O.; ROMÃO, N.F. Avaliação microbiológica de queijo tipo muçarela fatiado comercializado em supermercados do município de Ji-Paraná – Rondônia. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, v.14, n. 2, p. 217-225, abr-jun., 2020.

SALEH, M.M.; VARGAS, D.F.M.; BASTOS, I.S.; BAPTISTA, R.F.; COSTA, A.P.; KASNOWSKI, M.C.; FRANCO, R.M. Avaliação microbiológica de queijo Minas Frescal comercializado no município de Duque de Caxias/RJ. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, v. 13, n. 1, p. 78-88, 2019.

SILVA, N.B.N.; CHAVES, K.F; GRAVINA, C.S; MENDES, A.C.G; MARTINS, A; D.O.; MARTINS, M.L. Avaliação microbiológica de ambientes de diferentes laticínios da Região De Rio Pomba-MG. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, [S.l.], v. 66, n. 380, p. 11-15, dez. 2013.

SILVA, A.A.; STORTI, B.C.; FERREIRA, L.M.; SOUZA, S.M.O. Detecção de Escherichia coli pelo sistema petrifilm TM em queijo Minas frescal embalados à vácuo. PUBVET, v. 13, n. 5, a. 332, p. 1-5, 2019.

SILVA, L.F.; BORTOLUCI, F.; VIVAN, A.C.P. Análise microbiológica de queijos tipo Minas frescal oriundos de diferentes formas de produção. SALUSVITA, v. 38, n. 2, p. 329-343, 2019.

SILVÉRIO, V.; BORSOI, A.; FURTADO, S.K.; HARTMANN, W. Características microbiológicas e sensoriais de queijo Minas frescal comercializado na cidade de Curitiba – PR. Tuiuti: Ciência e Cultura, n. 54, p. 68-80, 2017.

SOBRAL, D.; COSTA, R.G.B.; PAULA, J.C.J.; TEODORO, V.A.M.; MOREIRA, G. M.M.; PINTO, M.S. Principais defeitos em queijo Minas artesanal: uma revisão. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, v. 72, n. 2, p. 108-120, 2017.

SOUZA, I.A.; GIOVANNETTI, A.C.S.; SANTOS, L.G.F.; GANDRA, S.O.S.; MARTINS, M.L.; RAMOS, A.L.S. Qualidade microbiológica de queijo Minas frescal comercializado na Zona da Mata Mineira. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, v. 72, n. 3, p. 152-162, 2017.

VIDAL, A.M.C.; NETTO, A.S. Obtenção e processamento do leite e derivados. Pirassununga – SP. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA-USP), 220p., 2018.

VINHA, M.B.; PINTO, C.L.O.; VANETTI, M.C.D.; SOUZA, M.R.M.; CHAVES, J.B. P. Qualidade de queijos Minas frescal produzidos e comercializados informalmente em agroindústrias familiares. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável (RBAS), v. 6, n. 4, p. 51-60, 2016.

VINHA, M.B.; PINTO, C.L.O.; CHAVES, J.B.P. Estafilococos coagulase positiva em queijos Minas frescal produzidos em agroindústrias familiares. Revista do Instituto Laticínios Cândido Tostes, v. 73, n. 2, p. 62-72, 2018.

YOON, Y.; LEE, S.; CHOI, K.H. Microbial benefits and risks of raw milk cheese. Food Control, v. 63, p. 201-205, May 2016.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Counters
Visitas