Notificações de surtos de doenças veiculadas por alimentos no Estado de São Paulo, no período de 2011 a 2018

Ludimila dos Santos Antônio, Bruna Maria Salotti de Souza, Luis Antônio Mathias

Resumo


Consideradas amplo problema de Saúde Pública, as Doenças Veiculadas por Alimentos – DVA são causadas pela ingestão de alimento ou água contaminados. Um surto de DVA é caracterizado pela presença da doença em duas ou mais pessoas. No Brasil, o Estado de São Paulo possui o maior número de surtos de DVA notificados. O presente trabalho teve como objetivo, realizar o levantamento das notificações de surtos de DVA no Estado de São Paulo no período de 2011 a 2018. Nos oito anos analisados foram confirmados 1.112 surtos de DVA, um total de 74.268 consumidores foram expostos ao risco, 33.377 consumidores desenvolveram doença e 11 óbitos foram registrados. A maioria dos surtos confirmados ocorreram na região metropolitana de São Paulo - SP. Os locais de maior ocorrência de surtos de DVA foram creches e escolas, residências e estabelecimentos comercializadores de alimentos. Os alimentos mais envolvidos nos surtos foram massas, água e produtos cárneos, porém a transmissão direta pessoa a pessoa foi responsável pela maioria dos casos. Os agentes etiológicos mais envolvidos nos surtos foram Norovírus e Rotavírus, considerando número de casos e surtos, e Salmonella spp., Escherichia coli e Shigella spp., considerando número de óbitos. Informações importantes estão incompletas na base de dados, o que prejudica o conhecimento sobre evolução dos surtos de DVA no Estado de São Paulo.

 



Palavras-chave


contaminação; Escherichia coli, Norovírus; Salmonella spp. e Shigella spp..

Referências


AMARAL, F. L. E. do., SILVA, E. F. da., LACERDA, F. A. L., PINTO, N. B. Análise retrospectiva dos casos de intoxicação humana por alimentos no Brasil no período de 2008 a 2016. RevInter, v. 12, n. 1, 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação. Diário Oficial da União. Brasília, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Surtos de doenças transmitidas por alimentos no Brasil no ano de 2018. Informe Anual de 2018. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/fereveiro/15/Apresenta----o-Surtos-DTA---Fevereiro-2019.pdf. Acessado em: 28 de março de 2020.

CIRNE, L. S. F. de., CABRERA, P. G. J. Ações em Saúde Única para redução de parasitoses infantis: revisão integrativa de literatura. Revista Saber Digital, v. 12, n. 2, p. 136-149, jan. 2020.

CUNHA, L. F.; AMICHI, K. R. Relação entre a ocorrência de enteroparasitoses e práticas de higiene de manipuladores de alimentos: revisão da literatura. Revista Saúde e Pesquisa, v. 7, n. 1, p. 147- 157, jan./abr. 2014.

GARCIA, D. P., DUARTE, D. A. Perfil epidemiológico de surtos de doenças transmitidas por alimentos ocorridos no Brasil. Revista Eletrônica Acervo Saúde/Electronic Journal Collection Health, v. 2178, p. 2091, 2014.

DOHOO, I.; MARTIN, W.; STRYHN, H. Veterinary epidemiologic research. 2 ed. AVC Inc., 2010. 865 p.

FERREIRA, A. F. J. de. Panorama das doenças transmitidas por alimentos no Brasil entre 2000 e 2015. 2017. Tese de Doutorado (Nutrição em Saúde Pública). Universidade de São Paulo. São Paulo, 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Estados. Estado de São Paulo, 2020.

KAMIOKA, A. G. Norovírus: principal causa de gastroenterite epidêmica no município de São Paulo. Tese de Mestrado (Epidemiologia). Universidade de São Paulo. São Paulo, 2018.

KLEIN, L. R., BISOGNIN, R. P., FIGUEIREDO, M. S. D. Estudo do Perfil Epidemiológico dos Surtos de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar no Rio Grande do Sul: uma revisão dos registros no Estado. Hygeia-Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 13, n. 25, p. 48-64, 2017.

MARINHO, G. A., OLIVEIRA, G. S. de, LIMA, J. L. de, LOPES, W. M. A., NUNES, G. A., NUNES, M. G. A. Perfil epidemiológico das doenças transmitidas por alimentos e seus fatores causais na região da zona da mata sul de Pernambuco. Journal of Health Sciences, v. 17, n. 4, 2015.

MELO, E. S. de., AMORIN, W. R., PINHEIRO, R. E. E., CORREIA, P. G. N., CARVALHO, S. M. R., SANTOS, A. R. S., SOUZA, F. V. Doenças transmitidas por alimentos e principais agentes bacterianos envolvidos em surtos no brasil: revisão. Publicações Veterinária, v. 12, p. 131, 2018.

NASCIMENTO, I. R. do., SENA, T. L. de., CASTRO, F. F. (2016). Doenças Veiculadas por Alimentos: estudo da qualidade microbiológica de amostras de leite, ovos, carnes bovina e de frango encontradas em algumas feiras e açougues no Distrito Federal. Programa de Iniciação Científica-PIC/UniCEUB-Relatórios de Pesquisa, v. 1, n. 1, 2016.

OLIVEIRA, M. E. B. D., BARATA, R. D. C. B. (2013). Surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos no Estado de São Paulo, 2008-2010. BEPA. Boletim Epidemiológico Paulista (Online), 10 (109), 18-18.

SANTOS, J. M. D. Casos de intoxicações por alimentos e bebidas notificados em Barra do Garças, Mato Grosso. Monografia (Bacharelado em Farmácia). Universidade Federal de Mato Grosso. Instituto de Ciências Biológicas da Saúde. Centro Universitário do Araguaia. Barra do Garças, 2019.

SILVA, G. C. J. de. Incidência de doenças transmitidas por alimentos (DTA) no estado de Pernambuco, um acompanhamento dos dados epidemiológicos nos últimos anos. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-PERNAMBUCO, v. 3, n. 1, p. 23, 2017.

SILVA, Y. da. Doenças transmitidas por alimentos no município do Rio de Janeiro: perfil epidemiológico e controle. Tese de Mestrado (Vigilância Sanitária). Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Rio de Janeiro, 2009.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Foodborne disease burden epidemiology reference group 2007-2015, who estimates of the global burden of foodborne diseases, 2015. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/199350/9789241565165_eng.pdf?sequence=1. Acessado em: 28 de março de 2020.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Counters
Visitas