Efeitos tóxicos dos praguicidas para abelhas

Idalécio Pacífico-da- Silva, Marília Martins Melo, Benito Soto Blanco

Resumo


Os polinizadores estão entre os componentes essenciais para o funcionamento dos ecossistemas em geral, pois é essencial para a reprodução e manutenção da diversidade de espécies de plantas e provê alimentos para humanos e animais, influenciando, também, o aspecto qualitativo da produção. Atualmente, a densidade populacional de muitos polinizadores está sendo reduzida a níveis que podem comprometer os serviços de polinização. O declínio das populações de abelhas melíferas (Apis mellifera) e outras abelhas tem impactado na produção agrícola mundial e tem um impacto claro sobre a produção de alimentos e da economia. Uma das causas prováveis para este declínio é o uso indiscriminado de agrotóxicos. Os efeitos dos diferentes grupos de praguicidas sobre as abelhas é discutido.


Palavras-chave


inseticidas; polinizadores; contaminação ambiental; ecotoxicologia; toxicologia ambiental

Referências


ALAUX, C. et al. Interactions between Nosema microspores and a neonicotinoid weaken honeybees (Apis mellifera). Environmental Microbiology, v.12, p.774-782, 2010. Disponível em: . doi: 10.1111/j.1462-2920.2009.02123.x.

AMARAL, D. A. Intoxicações por agrotóxicos: diagnóstico e tratamento. Florianópolis: CIT/SC; 1998. 25 p.

BAPTISTA, A.P.M. et al. Toxicidade de produtos fitossanitários utilizados em citros para Apis mellifera. Ciência Rural, v.39, n.4, p.955-961, 2009. Disponível em: . doi: 10.1590/S0103-84782009005000049.

BONZINI, S. et al. Predicting pesticide fate in the hive (part 1):experimentally determined τ-fluvalinate residues in bees, honey and wax. Apidologie, v.42, p.378-390, 2011. Disponível em: . doi: 10.1007/s13592-011-0011-2.

CARVALHO, S.M. Honeybee Apis mellifera L., 1758 (Hymenoptera: Apidae) enzymes as possible biomarkers for the assessment of environmental contamination with pesticide. 2010. 105p. Tese (Doutorado em Agronomia/Entomologia) - Curso de Pós-Graduação em Agronomia/Entomologia, Universidade Federal de Lavras.

CARVALHO, S. et al. Toxicidade de acaricidas/inseticidas empregados na citricultura para a abelha africanizada Apis mellifera L., 1758 (Hymenoptera: Apidae). Arquivos do Instituto Biológico, v.76, n.4, p.597-606, 2009. Disponível em: .

COLE, L. et al. Action of phenylpyrazole insecticides at the GABA-gated chloride channel. Pesticide Biochemistry and Physiology, v.46, n.1, p.47-54, 1993. Disponível em: . doi: 10.1006/pest.1993.1035.

CRUZ, A.S. et al. Morphological alterations induced by boric acid and fipronil in the midgut of worker honeybee (Apis mellifera L.) larvae. Cell Biology and Toxicology, v.26, n.2, p.165-176, 2010. Disponível em: . doi: 10.1007/s10565-009-9126-x.

CUNHA, J.P.A.R. Simulação da deriva de agrotóxicos em diferentes condições de pulverização. Ciência e Agrotecnologia, v.32, n.5, p.1616-1621, 2008. Disponível em: . doi: 10.1590/S1413-70542008000500039.

CUTLER, G.C.; SCOTT-DUPREE, C.D. Exposure to clothianidin seed-treated canola has no long-term impact on honey bees. Journal of Economic Entomology, v.100, p.765-772, 2007. Disponível em: . doi: 10.1603/0022-0493(2007)100[765:ETCSCH]2.0.CO;2.

D'AMATO, C. et al. DDT (dicloro difenil tricloroetano): toxicidade e contaminação ambiental-uma revisão. Química Nova, v.25, p.995-1002, 2002. Disponível em: . doi: 10.1590/S0100-40422002000600017.

DECOURTYE, A. et al. Comparative sublethal toxicity of nine pesticides on olfactory learning performances of the honeybee Apis mellifera. Archives of Environmental Contamination and Toxicology, v.48, p.242-250, 2005. Disponível em: . doi: 10.1007/s00244-003-0262-7.

DEL SARTO, M.C.L. Toxicidade de inseticidas para as abelhas Melipona quadrifasciata e Apis mellifera (Hymenoptera: Apidae). 2009. 64p. Tese (Doutorado em Entomologia) – Curso de Pós-graduação em Entomologia, Universidade Federal de Viçosa.

FERREIRA, R.A.C. Análise morfológica e histoquímica do corpo gorduroso e dos túbulos de Malpighi de operárias adultas de Scaptotrigona postica (Latreille, 1807) (Hymenoptera, Apidea) tratadas com fipronil e ácido bórico. 2010. 73p. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Curso de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Universidade Estadual Paulista.

GODFRAY, H.C.J. et al. A restatement of the natural science evidence base concerning neonicotinoid insecticides and insect pollinators. Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, v.281, art.20140558, 2014. Disponível em: . doi: 10.1098/rspb.2014.0558.

GUNASEKARA, A. et al. Environmental fate and toxicology of fipronil. Journal of Pesticide Science, v.32, p.189-199, 2007.

HASHIMOTO, J.H. et al. Evaluation of the inhibition esterases activity on Apis mellifera as bioindicators of insectecide thiamethoxam pesticide residues. Sociobiology. v.42, n.3, p. 693-699, 2003.

HEINZOW, B.; ANDERSEN, H.R. Biocides and Pesticides. In: DUFFUS, J.H.; WORTH, H.G.J. Fundamental Toxicology. Londres : Royal Society of Chemistry, 2006. Cap.22, p.291-302.

HOFFMANN, E.J.; CASTLE, S.J. Imidacloprid in melon guttation fluid: a potential mode of exposure for pest and beneficial organisms. Journal of Economic Entomology, v.105, p.67-71, 2012. Disponível em: . doi: 10.1603/EC11251.

HOOVEN, L.; SAGILI, R.; JOHANSEN, E. How to reduce bee poisoning from pesticides. Corvallis : Oregon State University, PNW (Pacific Northwest Extension) n.591, 2006. 26p.

JAY, S.C. Spatial management of honeybees on crops. Annual Review of Entomology, v.31, p.49-65, 1986. Disponível em: . doi: 10.1146/annurev.en.31.010186.000405.

JOHANSEN, C.A.; MAYER, D.F. Pollinator protection: a bee and pesticide. Cheshire : WicwasPr, 1990. 212 p.

JOHANSEN, C.A. et al. Pesticides and bees. Environmental Entomology, v.12, p.1513-1518, 1983.

LU, C. et al. In situ replication of honeybee colony collapse disorder. Bulletin of Insectology, v.65, n.1, p.99-106, 2012. Disponível em: .

LU, C. et al. Sub-lethal exposure to neonicotinoids impaired honey bees winterization before proceeding to colony collapse disorder. Bulletin of Insectology, v.67, n.1, p.125-130, 2014. Disponível em: .

MACIEIRA, O.J.D.; HEBLING-BERALDO, M.J.A. Laboratory toxicity of insecticides to workers of Trigonas pinipes (F., 1793) (Hymenoptera: Apidae). Journal of Apicultural Research, v.28, n.1, p.3-6, 1989. Disponível em: .

MALASPINA, O. Estudo genético da resistência ao DDT e relação com outros caracteres em Apis mellifera (Hymenoptera, Apidae). 1979. 81p. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas/Zoologia) - Curso de Pós-graduação em em Ciências Biológicas/Zoologia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

MALASPINA, O.; STORT, A.C. DDT tolerance of africanized bees, italian bees (Apis melífera lingustica) and their F1 hybrids (Hymenoptera: Apidae). Journal of the Kansas Entomological Society, v.56, n.1, p.74-79, 1983.

MAYER, D.F.; LUNDEN, J.D. Field and laboratory tests of the effects of fipronil on adult female bees of Apis mellifera, Megachile rotundata and Nomia melanderi. Journal of Apicultural Research, v. 38, p. 191-197, 1999. Disponível em: .

MEDRZYCHI, P. et al. Effects of imidacloprid administered in sub-lethal doses on honey bee behaviour. Laboratory test. Bulletin of Insectology, v.56, n.1, p.59-62, 2003. Disponível em: .

MORAES, S.S. et al. Avaliação da toxicidade aguda (DL50 e CL50) de inseticidas para Scaptotrigona tubiba (Smith) (Hymenoptera: Apidae): via de contato. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil, v.29, n.1, p.31-37, 2000. Disponível em: . doi: 10.1590/S0301-80592000000100004.

NAUEN, R.; BRETSCHNEIDER, T. New modes of action of insecticides. Pesticide Outlook, v.13, p.241-245, 2002. Disponível em: . doi: 10.1039/B211171N.

NEAL, A.P. et al. Allethrin differentially modulates voltage-gated calcium channel. Toxicological Sciences, v.116, n.2, p.604-613, 2010. Disponível em: . doi: 10.1093/toxsci/kfq139.

PACÍFICO DA SILVA, I. et al. Pesticide exposure of honeybees (Apis mellifera) pollinating melon crops. Apidologie, v. 46, p. 703-715, 2015. Disponível em: . doi: 10.1007/s13592-015-0360-3.

PEREIRA, A.M. Efeitos de inseticidas na sobrevivência e no comportamento de abelhas. 2010. 124f. Tese (Doutorado em Zoologia) - Curso de Pós-graduação em Zoologia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

PETTIS, J. et al. Pesticide exposure in honey bees results in increased levels of the gut pathogen Nosema. Naturwissenschaften, v. 99, p. 153-158, 2012. Disponível em: . doi: 10.1007/s00114-011-0881-1.

PINHEIRO, J.N.; FREITAS, B.M. Efeitos letais dos pesticidas agrícolas sobre polinizadores e perspectivasde manejo para os agroecossistemas brasileiros. Oecologia Australis, v.14, p.266-281, 2010.

PINTO, M.R.; MIGUEL, W. Intoxicação de Apis mellifera por organofosforado na região do Vale do Itajaí-SC. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 35., 2008, Gramado, RS. Anais... Gramado : Sovergs, 2008. CD. R1080-2.

RORTAIS, A. et al. Modes of honeybees exposure to systemic insecticides: estimated amounts of contaminated pollen and nectar consumed by different categories of bees. Apidologie, v.36, p.71-83, 2005. Disponível em: . doi: 10.1051/apido:2004071.

RUVOLO-TAKASUSUKI, M.C.C. et al. Avaliação da utilização de larvas de abelhas africanizadas (Apis mellifera) como bioindicadores na presença de resíduos de Thiamethoxan. Click Ciência, n.17, p.1-10, 2009. Disponível em: .

SCHMUCK, R. et al. Risk posed to honeybees (Apis mellifera L, Hymenoptera) by an imidacloprid seed dressing of sunflowers. Pest Management Science, v.57, p.225-238, 2001. Disponível em: . doi: 10.1002/ps.270.

SNOO, G.R. Unsprayed field margins: effects on environment, biodiversity and agricultural practice. Landscape and Urban Planning, v.46, n.1, p.151-160, 1999. Disponível em: . doi: 10.1016/S0169-2046(99)00039-0.

SOUSA, R.M. Polinização do meloeiro (Cucumis melo L.) por abelhas melíferas (Apis mellifera L.): requerimentos da cultura e manejo das colônias. 2003. 119p. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Curso de Pós-graduação em Zootecnia, Universidade Federal do Ceará.

SOUSA, R.M. et al. Comportamento de pastejo das abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) em flores de melão amarelo (Cucumis melo L.). Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.7, n.1, p.233-238, 2012. Disponível em: < http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/2962>.

SOUZA, T.F. Efeitos das doses subletais do fipronil para abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) por meio de análises morfológicas e comportamentais. 2009. 38f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Curso de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

SUCHAIL, S. et al. Discrepancy between acute and chronic toxicity induced by imidacloprid and its metabolites in Apis mellifera. Environmental Toxicology and Chemistry, v.20, p.2482-2486, 2001.

TAN, K. et al. Imidacloprid alters foraging and decreases bee avoidance of predators. PLoS One, v. 9, art.e102725, 2014. Disponível em: . doi: 10.1371/journal.pone.0102725.

TEETERS, B.S. et al. Using video-tracking to assess sublethal effects of pesticides on honey bees (Apis mellifera L.). Environmental Toxicology and Chemistry, v.31, p.1349-1354, 2012. Disponível em: . doi: 10.1002/etc.1830.

THOMAZONI, D. et al. Seletividade de inseticidas sobre adultos de Apis mellifera (Linnaeus, 1758) (Hymenoptera: Apidae). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO, 6., Uberlândia, MG. Anais... Uberlândia : EMBRAPA, 2007. CD-ROM. E65.

TOMIZAWA, M.; CASIDA, J.E. Molecular recognition of neonicotinoid insecticides: the determinants of life or death. Accounts of Chemical Research, v.42, p.260-269, 2008. Disponível em: . doi: 10.1021/ar800131p.

TRAPP, S.; PUSSEMIER, L. Model calculations and measurements of uptake and translocation of carbamates by bean plants. Chemosphere, v.22, p.327-339, 1991. Disponível em: . doi: 10.1016/0045-6535(91)90321-4.

VANDAME, R.; BELZUNCES, L.P. Joint actions of deltamethrin and azole fungicides on honey bee thermoregulation. Neuroscience Letters, v.17, n.251, p.57-60, 1998. Disponível em: . doi: 10.1016/S0304-3940(98)00494-7.

XAVIER, F.G. et al. Toxicologia do praguicida aldicarb (“chumbinho”): aspectos gerais, clínicos e terapêuticos em cães e gatos. Ciência Rural, v. 37, n. 4, p. 1206-1211, 2007. Disponível em: . doi: 10.1590/S0103-84782007000400051.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Counters
Visitas